Skip to content

Fiorde News

Caminhoneiros fazem greve no Porto de Santos

Por Imprensa - 16/05/2018 - Breaking News

SANTOS – Os caminhoneiros da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, realizam greve no Porto de Santos, na manhã desta quarta-feira (16). A paralisação começou por volta das 6h e está prevista para durar 12 horas. O Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista (Sindicam) promete que a ação será pacífica e não irá atrapalhar a população.

Segundo informações do Sindicam, os caminhoneiros autônomos protestam contra o aumento semanal no preço do combustível e o baixo valor do frete. De acordo com eles, essa situação não supre os gastos com manutenção. Os transportadores ainda reivindicam o não pagamento nas praças de pedágio do eixo erguido e as melhorias nos locais de parada.

A greve estava marcada para ocorrer na descida do Viaduto Alemoa. Mas, uma decisão liminar decretou que os caminhoneiros permanecessem há, pelo menos, 500 metros de distância do local. O requerimento foi feito pela Concessionária Ecovias, que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), para não tumultuar o trânsito na rodovia.

De acordo com o documento, o juiz Dario Gayoso Júnior, da 8ª Vara Cível de Santos, decretou que, em caso de descumprimento da ordem judicial, o Sindicato estará sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 300 mil por hora.

Em nota, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) informa que está ocorrendo a retenção de tráfego na Avenida Augusto Barata, no acesso ao Porto de Santos e Distrito Industrial, por conta da manifestação de transportadores rodoviários. A Guarda Portuária está no local, atuando para normalizar o trânsito o mais breve possível. O movimento de cargas no Porto de Santos permanece dentro da normalidade.

Fonte: G1

Posts Relacionados

Comentários

0 Comentário

Comentar